quinta-feira, 10 de março de 2011

ESPINHOS...


Dói, um pouco.
Não mais uma ferida recente,
apenas um pequeno espinho de rosa, coisa assim...
Espinho que você tenta arrancar da palma da (minha) mão
com a ponta de uma agulha.
Mas, se você não conseguir extirpá-lo,
o pequeno espinho pode deixar de ser uma pequena dor
para transformar-se numa grande chaga.

Caio Fernando Abreu

5 comentários:

Paulo Francisco disse...

Imagem e texto fortes!
Um beijo.

Paulo Francisco disse...

Nalva, com o seu sorriso, você é o próprio sol, a própria lua, uma constelação...
A imagem e o texto são fortes, mas são belos.
Um beijo.

Blimunda disse...

...das dores sangram as mãos, dos gritos que os olhos não calam...

Amei a força deste texto!

Um beijinho
da
Blimunda

Daíse disse...

Ah, Nalva!!!
Eu q me emociono com seus lindos comentários!!!

Obrigada por passar sempre por lá!!!!

Bjinho!

Saia de flor disse...

adorei o texto, as vezes problemas pequenos podem não significar nada no momento porém mais para frente se tornam maiores.


se quiser comentar e seguir:
http://saiadeflorbm.blogspot.com