sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

COMEÇANDO...




"Estou começando a enxergar...
Que a pedra preciosa, na verdade, era um caco de vidro.
Que cortou-me.
Feriu-me.
Me fez sangrar.

Estou começando a entender...
Que o amor não dura para sempre.
Que talvez nem exista.
Que ele seja atração física, talvez.

Estou começando a enxergar...
Enxergar a verdadeira faceta.
Enxergar que ninguém é único.
Muito menos eu!
Por mais carinho que eu possa despertar,
sempre hão de procurar opções melhores ao redor.
(Serão fáceis de achar ?? Penso que, a longo prazo, não!!!)

Estou começando a aprender...
A descer da estante e não ser mais enfeite.
A diferenciar carinho de necessidade.
A saber que gratidão quase ninguém demonstra.
Que tudo que é demais enjoa!

Estou começando a desgostar-te...
Porque não há amor que sempre espere.
Não há compreensão que sempre perdoe.
Não há 'eu' que sempre te ame!!!"

4 comentários:

Paulo Francisco disse...

Nossa! lindo, forte, perfeito...
Adorei!
Um abraço.

COISAS DE MÃE... disse...

Forte mesmo... ouço barulhos de correntes se quebrando...

Nalva disse...

Ih, Li!!! Tomara que estejam mesmo...Tá difíiiicil!!!
Bjs.

Corrinha Rodrigues disse...

Descobri isso também.

Ótimo texto!

Abs.