quinta-feira, 18 de março de 2010

COISAS QUE DESCOBRI DEPOIS DOS 30...



EU NÃO SOU PROMÍSCUA.
MAS SOU CALEIDOSCÓPICA:
FASCINAM-ME AS MINHAS MUTAÇÕES FAISCANTES
QUE AQUI, CALEIDOSCOPICAMENTE REGISTRO.

(Clarice Lispector)



Depois dos 30 anos eu descobri que a adolescência passa rápido, mas é uma época que deixa muitas saudades...Dos amigos, das aventuras, das viagens, do colégio...
Descobri que o medo que tinha de entrar na fase dos 'INTA' era bobagem.
Descobri que não preciso ser magra e sarada para me amar (e nem para ser amada e desejada!).
Descobri que um salto alto faz milagre para a minha auto-estima e que uma maquiagem bem feita é tudo na vida de uma trintona! (Ah, essas olheiras...)
Mas também descobri que a beleza é muito mais do que um salto alto ou uma boa maquiagem.
Descobri que a noite na balada não vale a minha noite de sono.
Não tenho mais disposição física para fazer isso 5 vezes por semana.
Descobri que posso beber e dirigir de forma prudente.

Depois dos 30, aprendi que a insegurança dos adolescentes é uma MERDA.
Descobri que beijar 5 homens em uma noite, não é sinônimo de diversão.
Descobri que posso dançar e me divertir, sem ficar sentindo vergonha do que vão dizer.
Descobri que devo ser culta, mas que também posso dizer bobagens sem medo de parecer tola!
Que posso gostar de Roberto Carlos e MPB sem me sentir envergonhada por isso.
Que não deixo de ser uma pessoa inteligente porque gosto de Ivete Sangalo, Chiclete com Banana ou Asa de Águia.
Descobri que respeito é bom e todo mundo gosta.
Descobri que na grande maioria das vezes, os meus pais tinham realmente razão.
Descobri que posso ser sincera sem magoar ninguém!

Descobri que o homem que procuro não vai estar em uma balada cheia de 'moleques malcriados e brigões'. Muito mais provável que ele esteja num barzinho bacana ou numa livraria da qual aprendi tanto a gostar...
Descobri que posso errar sem ter que me torturar por causa deste erro.
Todo mundo erra!!!
Descobri que grandes amigos não ficam com raiva quando a gente não está grudado o tempo todo!
Descobri que roupas caras, carros do ano, conta gorda no banco não são cartão de visitas de ninguém.
A qualidade do ser humano está na simplicidade dos seus gestos e de suas palavras.
E principalmente, na força do seu caráter!

Aprendi que as pessoas é que tem que gostar de mim do jeito que sou e não eu que preciso me adequar á vontade delas.
Aprendi que ser eu mesma é o melhor a se fazer e que aceitar os meus defeitos faz parte do processo.

Enfim, depois dos 30 anos,
aprendi que posso ser multifacetada sem me despersonificar...
Descobri que posso ser muitas mulheres em uma só.

Beijos.

6 comentários:

Tânia Meneghelli disse...

Ah, Nalva...

Espera só pra ver o que é que você vai pensar depois dos "enta"! kkkkkk!!!!

Não seria sincera se dissesse aqui que ficar mais velha é uma delícia, porque é lógico que não é. Mulheres muito vaidosas (como eu) acabam sofrendo bastante com os impiedosos sinais do tempo. E haja maquiagem, haja cremes, HAJA GRANA!!!!

Mas, sem a menor sombra de dúvida, o tempo traz uma compreensão muito importante de tudo que nos rodeia. Aprendemos a lançar olhares mais realistas sobre tudo e, assim, deixando de se iludir, vivemos muito mais sossegadamente. Que as surpresas fiquem apenas por conta de coisas legais e não por decepções, né?

Quanto ao que você diz sobre o lugar adequado pra se encontrar o homem ideal, está certíssima! Costumo repetir isso às minhas amigas muitas vezes. Caramba, como é que vai querer encontrar um cara bacana, que se identifique com você, se frequentar lugares onde a faixa etária nada tem a ver com a sua, ou que os interesses sejam absolutamente divergentes dos seus?

É isso mesmo, Nalva. Tudo é sempre uma simples questão de escolha. E é exatamente aí que está a vantagem de ser um tantinho mais velhinha, né? Nossas escolhas vão ficando cada vez mais acertadas.

ADOREI O TEXTO!

Beijoca!

Paulo Tamburro disse...

Nalva,

ser muitas mulheres numa só, é tudo que uma nulher pode desejar, pois, só assim acabaríam as traições masculinas.

Se é que ne fiz entender (rs).

Que tal visitar meu blog de humor: HUMOR EM TEXTO.

Um abração carioca e fique com Deus!

RENATA LORENA. disse...

Maravilhoso!
E o melhor...é tudo verdade.
Parabéns!
Bjs

continuando assim... disse...

Desde já as minhas desculpas, por este comentário não ter a ver com o post..
é só
um
Convite

O livro "Continuando assim..." foi maltratado...

Resolvi por isso, e porque tanta gente não encontra o livro onde deveria estar (nas livrarias), recontar a história
Lá no …. Continuando assim…
www.continuandoassim.blogspot.com

Vamos em metade da história, o livro reescrito não está igual (nem poderia!) ao que foi editado.
Obrigada a todos os que vão seguindo (pois só assim vale a pena).
Um obrigada especial a quem ainda não conhece e chega de novo

Uma reflexão em relação a todo este assunto entre livros, autores e editoras, e um conselho, se me é permitido:

--- quando vos pedirem dinheiro para editar as vossas palavras, simplesmente digam que não ---

obrigada
Teresa

Fábio disse...

Oba tudo bem? Estou visitando aqui seu blog e também gostaria de convidá-lo a conhecer meu trabalho no blog Ecos em WWW.ECOSDOTELECOTECO.BLOGSPOT.COM . Sucesso aí e abração!!

Gi Mattos disse...

Muito bom!